Linhas de Pesquisa

Linhas de pesquisa desenvolvidas pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.

Antropologia da Política e do Direito

Estudo das dimensões políticas da vida social, focalizando a formação de comunidades políticas, a constituição de novos sujeitos de direitos, e as regras e valores que produzem a política e o direito como domínios específicos.

Antropologia das formas expressivas

Reflexão sobre as especificidades das formas de expressão estética de diferentes períodos e culturas, o que compreende, entre outros tópicos, o exame das relações entre produção antropológica e estética, entre arte e etnografia, entre cultura popular e cultura erudita.
No campo da imagem, enfatiza a discussão do suporte visual – fotografia, vídeo e cinema, incluindo o ficcional – seja como instrumento de pesquisa, seja como forma de divulgação do conhecimento através da produção de imagens pelo próprio antropólogo.
No estudo da música, investiga o fazer musical e sua teoria nativa, além da análise do som produzido socialmente e da perfomance musical.
No trato da expressão literária, inclui as (inter)relações entre literatura e experiência social, analisando as instituições, os produtores e os demais agentes implicados na produção e divulgação dos materiais literários.
No que diz respeito ao teatro, utilizando-se da etnografia da performance verifica as relações entre estruturas expressivas e estruturas sociais. Analisa as diferentes formas de oralidade e de manifestações corporais enquanto expressão simbólica e de comunicação.
O enfoque está no ser humano que cria assim como nos processos que levam a formas de expressão inseridas em contextos culturais específicos. O estudo antropológico transcende o material que serve de suporte a estas criações (cor, madeira, pedra, som, palavras, gestos etc.), focalizando a sua organização e a intenção da qual é resultado final.
Inclui a antropologia da arte e seus diversos campos, como a etnoestética e o estudo das performing arts.
Áreas de pesquisa e de ensino: Imagem (fotografia, filme, pintura), som, música, dança, literatura, teatro.

Populações afro-brasileiras e africanas

Compreensão dos processos socioculturais vivenciados pelas populações negras no Brasil, com especial atenção para as relações raciais, as religiões afro-brasileiras, os estudos de identidade étnica; as análises do processo colonial e das transformações.

Antropologia e História

Uma história da antropologia no Brasil. O projeto pretende entender de que maneira a antropologia vem desenvolvendo-se de forma particular e em diálogo com outras produções.

Antropologia Rural

Estudo de processos sociais das formações camponesas; direito costumeiro e suas relações com o direito oficial; dimensões simbólicas e dinâmicas culturais em contexto rural.

Antropologia Urbana

Estudo de grupos e instituições sociais, processos culturais e dinâmicas espacial no contexto urbano contemporâneo.

Etnologia indígena

Estudo das formas de vida social, das manifestações simbólicas, das relações interétnicas, da história e dos contextos ambientais dos povos ameríndios.

Marcadores sociais da diferença

Estudos que focalizam a produção social da diferença por meio da articulação de categorias de "raça, gênero, sexo, idade e classe, tanto do ponto de vista da configuração de sistemas de classificação social, como de corpos e identidades coletivas.

Religiosidade popular e instituição religiosa

Estudo dos sistemas e práticas religiosas em suas diversas dimensões como a institucional, ritual, mitológica. Análise das denominações que compõem o variado campo religioso brasileiro. catolicismo, religiões afro-brasileiras, pentecostalismo entre outras.